quarta-feira, 27 de abril de 2011

Um post "Aparvalhado"

Sinto que para se perceber, ao ponto de sobre isso se escrever era necessário dedicar muitas e muitas horas a leituras e audições das notícias que sobre Portugal, vão a cada momento surgindo. Para além do tempo necessário era ainda, também saber ler com alguma fluência (Inglês pelo menos) e dominar a linguagem macroeconómica.

Para um triste e comum cidadão é complicado perceber e descodificar aquilo que nos vai chegando, sendo ainda cada vez mais difícil tomar opção pelas várias propostas de solução apresentadas pelas várias tendências das já existentes e daquelas que vão surgindo como cogumelos após o final das chuvas de inverno. Não as cito porque para confusão já basta a minha. Mas nos últimos tempos para além dos cronistas crónicos e comentadores habituais, têm surgido grupos sabe-se lá soprados por onde, que têm soluções para tudo e mais alguma coisa para resolver os gravíssimos problemas do País. Qual FMI qual carapuça. A gente tem por aqui quem saiba resolver tudo. São uns tais 74 de antes, outros 74 nascidos depois, mais uns à rasca e outros menos. A massa cinzenta está aí em grande força. Dai-lhes uns institutos uns Ministérios, encomendem-lhes uns estudos e fica tudo resolvido…

Desculpem (como diria alguém, que já não diz) mas estou a “confundir o toucinho com a velocidade”. É que para além de estar à rasca, estou assim a ficar numa de aparvalhado.

8 comentários:

Isa GT disse...

Deixe estar que não é o único, mas o pior será o que está para vir... só espero que o meu coração aguente e os meus nervos sejam de aço... inoxidável, claro ;)

Bjos

Rogério Pereira disse...

"têm surgido grupos sabe-se lá soprados por onde, que têm soluções para tudo e mais alguma coisa para resolver os gravíssimos problemas do País". Ai sim? Passo jornais, telejornais e outras coisas mais e o que leio é a mesma inevitabilidade... Diz que há soluções sopradas por... fantasmas? Se são fantasmas deixe-os lá. Já ninguém acredita noutra coisa que não seja em histórias da carochinha...

folha seca disse...

Isa
Eu de aço inoxidável tenho uns stents (espero que não enferrugem) depois com mais uns comprimiditos para a tensão, colesterol e diabetes e claro uns ansióliticos (imagine a despesa na farmácia)espero aguentar.
Abraço

Rogério
Eu sei que você sabe que eu sei onde está a solução. Mas é preciso que os potenciais benefeciários acreditem. Talvez porque não se lhes tenha sido (até agora) bem explicado.
Abraço

Vento Norte disse...

Caro Folha Seca,
Tenho acompanhado o manifesto da sua dor pela perda do seu velho amigo e camarada, de quem nunca se esqueceu e a quem se referiu de forma recorrente. Nesta idade todos nós já passámos infelizmente alguma vez por essas situações. Porém compreendo que o seu luto seja ainda mais doloroso dada a mágoa que evidencia, pela injustiça do abandono colectivo a que outros votaram o seu amigo, privando-o de compartilhar o que para ele foi sagrado e a que dedicou a sua vida, a luta pela liberdade, pela igualdade e contra as injustiças sociais, na forma em que genuinamente acreditava.
Das suas palavras e das de outros comentadores, carregadas de gratidão, de admiração e de ternura, conclui-se que partiu um Homem simples, que soube ser Herói e mártir. Espero que um dia lhe seja feita justiça. Pedindo-lhe desculpa pela intromissão no privado, envio-lhe um abraço solidário.
Porém, foi o título do seu post que me encorajou a comentar; é que também fiquei aparvalhado com o conteúdo deste vídeo do youtube, em que o protagonista é um autarca do PSD.
De facto, é preciso abrir a mente e reequacionar todos os conceitos.
http://www.youtube.com/watch?v=SShNMNardCI

folha seca disse...

Caro Vento Norte
Obrigado pelas suas palavras. Acredite que me sensibilizaram bastante. Resta-nos reclamar que a memória deste homem seja perpetuada. Eu não vou desistir e espero que a mim se juntem mais vozes.
Quanto ao video que me mandou é um excelente documento que mostra como tenho defendido que não é o emblema que se tem ao peito que torna as pessoas boas ou más, competentes ou incompetentes. Não é esse emblema que põe as pessoas a servir as populações ou a delas se servirem. Agradeço o video.
Permita-me que lhe mande um abraço.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Olhe, meu caro, eu já passei a fase do aparvalhamento e passei à da irritação. Já não os aguento e dou por mim a desligar o televisor no meio de telejornais. Creio que uma semana fora do país me vai fazer bem.
Abraço

Pedro Coimbra disse...

Rodrigo,
Essa receita dos Institutos, e grupos de trabalho, e comissões, foi herança que deixámos no Oriente.
E é bestial.
São sempre os mesmo gajos.
A falar de pastéis de nata e centrais de energia nuclear.
Se calhar no mesmo dia.
O Rodrigo diz "confundir o toucinho com a velocidade".
Eu, e alguns amigalhaços, vamos mais pelo confundir o olho do cu com a Sé de Braga :))))
Um abraço

Fê-blue bird disse...

Caro amigo:
Eu já nem aparvalhada fico, acho que estou a ficar anestesiada a tanta parvoíce.
Livra!

Bjs