segunda-feira, 4 de abril de 2011

Há sempre outros caminhos. Basta haver Vontade.

PCP e BE Reunem. Aliança à vista?

Curiosamente nestes ultimos dias muito se falou em sonhos aqui pela blogosfera. Um dos meus bloggers de referência alterou o visual do seu Conversa Avinagrada para dar um maior destaque ao sonho e aos sonhadores. Num post que escrevi um dos meus comentadores habituais (a brincar claro) até achou que eu tinha "apanhado demasiado sol na Cuca".
Pode não ser nada ou dar em águas de bacalhau. Mas só o simples facto das duas forças de esquerda mais representativas e mais consequentes no panorama politico Português se juntarem formalmente (mesmo só para conversar) é  um momento ímpar na nossa história recente.
Quantos de nós votantes e simpatizantes do PS não nos estamos a sentir orfãos com a deriva liberal e de direita que José Sócrates impôs ao seu Partido.
Vale a pena sonhar e acreditar que são possíveis outros caminhos.

7 comentários:

Rogério Pereira disse...

Falemos baixo.
Não por gosto
É que, se não,
o sonho passa a pagar imposto

(Só boa vontade talvez não chegue, mas é muito importante. Indispensável, até)

Obrigado, por me ter citado

Mar Arável disse...

O sonho comanda a vida

flor de jasmim disse...

Ainda é uma das poucas coisas que somos livres de fazer Sonhar.
Tens um miminho no meu cantinho.
Beijinho

Teófilo Silva disse...

Enquanto há vida há esperança. Mas quando essa esperança se encontra na cela da morte, será muito difícil acreditar numa amnistia.
E com estes políticos de esquerda que tivemos a desgraça de herdar, vai ser muito difícil qualquer entendimento.
Vamos esperar para ver.
Um abraço.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não sei se chegará a concretizar-se mas, se isso acontecer, ( o que duvido...) pode ser que finalmente o PS abra os olhos e arrepie caminho. O que também não acredito possa acontecer enquanto Sócrates estiver à frente do PS.
Sim, é verdade, também me sinto órfão e... traído,apesar de nunca ter votado Sócrates.
Resta saber, finalemnet, se entre dois males (PS e PSD), os portugueses escolherão um mal menor...

Pedro Coimbra disse...

Rodrigo,
A aliança, a acontecer, será pós-eleitoral.
E apenas de incidência parlamentar.
É essa a minha previsão.
Não estou a ver aqui possibilidade de casamento.
Até porque, os dois líderes quereriam ser cabeça de casal.
Abraço

Carlos Albuquerque disse...

De "outros caminhos" falei no meu último post, que o meu caro me deu a honra de comentar.
E, também, de uma esperança reacendida.
Este aproximar de dogmatismos e obsessões (PCP e BE)parece querer cimentar a minha esperança, mesmo que venha assumir a forma de um acordo pós-eleitoral de incidência parlamentar. Será um passo importante, indispensável, até, como diz o Rogério.
Só espero que as vaidades (PS) tenham a lucidez de o entender, e decidam não ficar de fora.
A questão da liderança de Sócrates cabe, naturalmente, ao PS resolver. Mas, se a Esquerda que ainda nele habita quiser não haverá impossíveis.
Vamos ver!
Um abraço