segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Entrevista a Manuel Alegre

Entrevista a Manuel Alegre

O candidato presidencial Manuel Alegre afirma que é preciso distinguir o combate político das relações pessoais, embora admita, referindo-se ao trato com Cavaco Silva, que “as coisas azedaram”. O caso BPN e o texto escrito por Alegre para o BPP são dois dos assuntos que o candidato comenta à Antena 1.

Nesta entrevista conduzida pela jornalista Maria Flor Pedroso, Manuel Alegre diz que acredita que vai ser o candidato que vai enfrentar Cavaco Silva, caso haja uma segunda volta nestas eleições presidenciais. O candidato atualmente apoiado pelo PS e pelo Bloco de Esquerda confessa que gostaria de ter numa eventual segunda volta o apoio do PCP e de Mário Soares.

Manuel Alegre sublinha que votou no PS nas eleições legislativas, mas não para ver o Governo de José Sócrates adotar as medidas políticas que tem posto em prática. Alegre admite que o PS e o Bloco de Esquerda são partidos inconciliáveis do ponto de vista político, apesar de frisar que tudo tem corrido bem na sua campanha ao nível do apoio destes dois partidos.

39 Minutos extremamente esclarecedores. Clique no link a vermelho.

4 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Infelizmente, pelo apoio de MárioSoares, Alegre terá de esperar sentado...

Rogério Pereira disse...

Na segunda volta terá o meu apoio
e também o do PCP (já se vê)
Mas o de Mário Soares...
...repito o que o Carlos Barbosa já lhe disse!

(O facto de MS estar calado é uma divisão séria do PS. Alguns sectores socialistas estão com Cavaco, o risco da esquerda perder está aí e mais na contradição de alguns outros socialistas, nomeadamente o próprio Sócrates. O Governo não verá com bons olhos as posturas de MA)

Fê-blue bird disse...

Amigo Folha Seca:
Acabei agora de ouvir a entrevista. Eu só peço 5 minutos mas posso e devo dar muito mais a quem estimo e aprecio, que é o seu caso.
Devo admitir que gosto de Manuel Alegre, gosto do seu jeito calmo, educado e elegante, e nesta entrevista uma vez mais ele mostrou isso.
Gostei de saber que ele gosta da cor azul, logo basta ser poeta e gostar de azul para conquistar o meu coração ;-)
Sou uma mulher comum, nada sei de política, e portanto não vou falar daquilo que não percebo, falo só do que sinto e do que vejo e depois faço a minha avaliação baseada na minha simples intuição.
Obrigada por mais esta partilha, prometo que assim que decidir em quem vou votar o amigo vai saber, se isso lhe interessar, claro ;-)

Beijinhos

folha seca disse...

Caros Carlos Barbosa de oliiveira e Rogério Pereira.
Cara Fê-blue bird

Acabo de chegar a casa de pois de participar num comicio com o Manuel Alegre. Digo participar porque é diferente de "assistir"
Curiosamente, ao contrário do que possa parecer foi a primeira vez na vida que estive perto de Manuel Alegre.
Os argumentos usados pelo candidato, serão certamente notícia. Para mim foi o reforço da convicção de que uma segunda volta é possível.

Rogério, uma frase do Manuel: "os comunistas devem votar em Francisco Lopes, mas nunca ficarem em casa".
Quanto ao M.Soares, estou de acordo. Aliás na entrevista o candidato não fez qualquer apelo a esse apoio. A jornalista insiste 2 vezes na pergunta, se gostaria de ter o apoio de M.Soares, ao que o candidato responde que sim.
Fê. Como já me prometeu não votar no Cavaco, está tudo bem. O importante é que na primeira volta não se perca um unico voto.
Abraços