terça-feira, 17 de maio de 2011

Não há dinheiro...


Dada a falta de inspiração para escrever um post de jeito, deixo aqui a Quadrilha a cantar uma cantiga que vai andar na boca de muita gente, apesar daqueles milhares de milhões que vão chegar entretanto (mas só para alguns).

9 comentários:

Rogério Pereira disse...

Ontem no debate, Jerónimo questionou para onde foi e para onde vai, quando chegar.
Acho que o poderia ter feito a cantar...

:))

Teófilo Silva disse...

Infelizmente Zeca Afonso não chegou a conhecer Os Vampiros. É que eles só apareceram alguns anos depois da sua morte.
Um abraço

folha seca disse...

Rogério
Sem ser preciso cantar (nem me parece ter grande jeito para isso), Jerónimo agarrou bem essa questão. De facto só 35 mil milhões vão para um tal fundo de garantia para que os bancos possam ter crédito a custo (?) para vender dinheiro aos enrascados com juros agiotas.

Teófilo
Zeca conheceu bem os Vampiros. Se olhar bem para a sua obra está lá o retrato da época em que escreveu e cantou grande parte das suas canções. O que ele não sabia é que os Vampiros e outros afins iríam resssuscitar tanto tempo depoís.
O erro foi que não se mataram os vampiros com a tal estaca no sítio certo. Nunca morreram a sério e aí estão "a sugar o sangue fresco da manada"
Abraços

Cacarol disse...

Pois não...

Clarisse Silva disse...

Desvanece-se a alegria, diluída no manto de nevoeiro cada vez mais denso... Cada vez mais desacreditada, tal a situação que se vive...
Saudações,
Clarisse Silva

folha seca disse...

Cacarol
Eu diría pois sim...

Clarisse Silva
Tenho que concordar com o seu comentário.
No entanto digo-lhe: já vivi épocas em que o nevoeiro era ainda mais denso mas mesmo aí atrevíamo-nos a acreditar que um dia esse manto seria arredado. Aconteceu naquela madrugada de Abril. A água não passa 2 vezes por baixo da mesma ponte. Mas inevitavelmente (desde que não desistamos) voltaremos a acreditar.Sim voltaremos.
Cumprimentos

heretico disse...

um mal nunca vem só - à falta de dinheiro junta-se a falta de inspiração...

... e ainda dizem que o dinheiro não dá felicidade! rss

abraços

Teófilo Silva disse...

folha seca
Se eu tivesse alguma dúvida quanto à sua verdadeira identidade política, a resposta que deu ao meu comentário tirava essa dúvida. O amigo é um verdadeiro democrata, que sabe o que quer e que defende uma democracia a sério que nada tem a ver com a que nos tentam impingir.
Só pode haver democracia quando houver honestidade política.
Um abraço

folha seca disse...

Caro Herético.
É isso um mal nunca vem só. A gente tem o que merece, mas no que me diz respeito acho que merecia mais qualquer coisinha.

Caro Teófilo
Sim acredito na Democracia e antes de a podermos viver já acreditava.
Acredito tambem que essa Democracia terá que ser com base na existência de Partidos políticos, ainda não foi inventada outra melhor.
Agora o problema está em quem domina os aparelhos partidários e chega a certos lugares. Há gente que só concebe a Democracia a olhar para o umbigo.
Abraços