segunda-feira, 30 de maio de 2011

Falando com a Casa Branca - Raul Solnado -1967

Apenas uma tentativa para animar a malta que anda para aí procupada com a dívida soberana. Até porque tristezas não pagam dívidas e rir até faz bem à saúde.

4 comentários:

Rogério Pereira disse...

Meu caro, por ser para si dou-lhe, não um, nem dois mas três comentários:
1º - O humor ainda é a arte que o oprimido tem para enfrentar a adversidade que lhe é imposta;
2º - Apesar de um inocente texto, Solnado faz colocações que em 1967 tinham todo o sentido e que, hoje, se mantém actual;
3º - O riso que é provocado é para pensar mais do que fazer gargalhar...

(se o diálogo fosse com Obama estariamos com uma charla a colocar a oportunidade em desviar a "ajuda" da Europa para os EUA. Curiosamente é uma das propostas ontem colocadas por J de S)

Fê-blue bird disse...

O Raul Solnado foi e é ainda, único na arte de fazer humor inteligente.
Muito apropriado, gostei de rever e diverti-me de novo :)

bjos

Isa GT disse...

Ora que grande ideia... e quanto a humor Raul Sonaldo é inesquecível.

Bjos

heretico disse...

aquele pato a (pretender) caçar minhocas virou pato com laranja no prato da senhora Merkel.

excelente

abraços