quinta-feira, 17 de maio de 2012

Coro dos Mineiros de Aljustrel e uma 5ª Feira da Ascenção que povoa as minhas memórias

Hoje por aqui na minha Marinha Grande gozou-se o feriado municipal. Um feriado tem sempre uma razão de ser e existir. Sei que é a quinta Feira da Ascensão que se comemora na quinta-feira, 40 dias depois da Pascoa. Trocado por miúdos quer dizer que … fica para os entendidos.

Na verdade desde muito miúdo que me lembro de ser um dia especial. Dia de pic nic expressão mais modernaça., na altura era de almoço e consequente merenda. De facto foi e ainda é um dia especial.

Pena que por razões político-ideológicas a seguir ao 25 de Abril o local de eleição para a comemoração deste dia, o lugar do Tromelgo ( um local de intenso arvoredo na mata nacional de Leiria) tenha sido trocado por vários locais consoante a opção politico partidária de cada um dos comensais e respectivos acompanhantes. Claro que a Mata é muito grande e dando uma volta acaba por se ver isoladamente mais gente fora dos habituais locais de concentração do que nos tradicionais. Injustamente, não referi o parque das merendas na Portela que acabou por se tornar o local de eleição e ali ninguém “manda” visto que a organização tem sido da junta de freguesia independentemente da força política que a dirige.

O vídeo que acima publiquei mostra um dos grupos corais do nosso Alentejo. A primeira vez que os vi e ouvi ao vivo foi precisamente numa da quintas feiras de ascensão gozadas em liberdade. Não recordo se a primeira ou a segunda. Recordo sim de ter sido um dos motoristas de um dos carros que foi a Aljustrel, busca-los e levá-los de volta. Dado que não havia auto-estradas, calculo que terá sido para aí um percurso de ida e volta de 800/900 Km. Valeu a pena!

3 comentários:

Fê-blue bird disse...

Uma vida dura a dos Mineiros, respeito-os e admiro-os.
Estas divisões decerto tiraram todo o significado a este dia que devia ser de união e camaradagem.
Boas recordações!

beijinhos

Gisa disse...

Preciosa lembrança, sempre é bom recordar algo assim.
Marca na alma.
Um grande bj querido amigo

Pedro Coimbra disse...

Rodrigo,
Essa tradição de uma boa merenda a céu aberto, no meio do pinhal, também já se perdeu, não é?
Pelo menos, em grande parte.
O que eu gostava disso em puto, Rodrigo!!!
Na Marta do Choupal, na Serra da Boa Viagem, vivi momentos inesquecíveis.
Que os garotos agora não vivem.
Encafuados em cafés e em centros comerciais, nunca vão saber o que são esses prazeres.
Uma pena!
Aquele abraço e votos de bom fim-de-semana