terça-feira, 1 de maio de 2012

"Concorrência Selvagem"

Enquanto ontem o governo anunciava que só lá para 2020 seria reposto o surripiado subsídio de férias e 13º mês, fomos surpreendidos pelo beneplácito Sr. Soares dos Santos em oferecer aos seus clientes regulares e a outros que aproveitam a ocasião um cabaz de compras com um bónus de 50%. Poder-se-ia dizer que o referido Sr. Pode fazer o que quiser àquilo que é seu. Mas isto é alguma selva? Claro que os Srs. da autoridade da concorrência e afins hoje gozam o merecido feriado e como tal não há fiscalização para ninguém.

O pagode que tanta dificuldade enfrenta para fazer as compras do dia-a-dia, aproveita como é evidente e não me parece que deva ser alvo de crítica. Agora que é uma pouca-vergonha é! Até porque também aqui se aplica a expressão “não há almoços grátis” alguém vai pagar a factura.



Os supermercados da cadeia Pingo Doce estão caóticos neste 1.º de Maio graças a uma campanha lançada pela Jerónimo Martins em que compras acima de 100 euros têm um desconto de 50%. VER MAIS.

13 comentários:

Rogério Pereira disse...

Fiz link...

Maria de Jesus Lourinho disse...

Lamento, mas sinto vergonha de todos: "pagode" e Alexandre. Este, não tem vergonha, os outros perderam a dignidade.

Observador disse...

Mais uma, apenas mais uma vergonha das que habitam o nosso querido País.

Mas, como dizia o Jorge Perestrelo, é disto que o meu povo gosta!

E, como se pensassem que iriam ganhar algo, lá foram. Fazendo filas intermináveis e desembolsando o mínimo de 100 euros para se candidatar a uma espécie de prémio.

Ninguém dá nada a ninguém.

Abraço, caro Rodrigo.

Graça Sampaio disse...

Um nojo, folha seca, um nojo! E uma vergonha este povo que se deixa comprar desta maneira. Não foi por acaso que "aguentámos" o Salazar 48 anos! Foi mesmo por estupidez e deixa-andar! Que vergonha!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Acabado de regressar a Lisboa, estou envergonhado com o que se está a passar neste 1º de Maio. Começo a pensar que em vez de um governo novo, precisamos é de um outro povo que honre as conquistas de Abril. Este não presta!
Abraço

mfc disse...

Eles permitem-se ter a suprema desfaçatez de, acenando com descontos, fazer concorrência a este dia de luta!!

Fê-blue bird disse...

Amigo Rodrigo:
Como já viu pelo meu post, eu perdi até a capacidade de escrever sobre esta vergonha.
Estou triste, pois o povo vende-se facilmente.Hoje vi finalmente que o sonho de 1974 virou pesadelo.

Um abraço

jrd disse...

O cidadão-eleitor tuga é pouco solidário e, como tem carências de toda a ordem, é uma presa fácil para predadores como este e outros "grandes merceeiros" que negoceiam à solta neste país cabisbaixo.
Saudações em Maio

Pedro Coimbra disse...

Rodrigo,
Só hoje soube desta flash mob.
Que coisa deprimente!!
Pobres, ou pobres de espírito?
Aquele abraço

Pedro Coimbra disse...

Rodrigo,
Só hoje soube desta flash mob.
Que coisa deprimente!!
Pobres, ou pobres de espírito?
Aquele abraço

Isa GT disse...

Já falei muito sobre este assunto e resumindo, o povo tem os governantes que merece... num 1º de Maio, nem sem, nem com desconto... uma tristeza de povo que nunca soube estar unido ou boicotar para ganhar força, assim, podem fazer dele o que quiserem... basta usar o isco certo

Bjos

BlueShell disse...

Não gostei da atitude do responsável (Jerónimo Martins): foi um "aproveitar" das circustências que deu para o torto. Achei mal, muito mal...
BJ
BShell

Flor do Liz disse...

Vergonha ao mais alto nível, é pena que o Povo não perceba que ninguém dá nada a ninguém e que todos, certamente, iremos pagar esta benesse, de uma maneira ou de outra.