terça-feira, 23 de agosto de 2011

Quem manda, quem é?


Deven Sharna vai deixar o cargo de presidente da Standard & Poor's (S&P). O anúncio surge semanas depois de a agência de notação financeira ter baixado o 'rating' dos EUA, uma decisão que causou muita polémica, mas a saída não estará relacionada com este caso.
A notícia foi avançada pelo Financial Times e confirmada pela McGraw-Hill, grupo ao qual pertence a S&P. Sharma, que trabalha na agência desde 2007, deixará o cargo a 12 de Setembro e será substituído por Douglas Peterson, chefe de operações do Citibank, banco do Citigroup.
De acordo com o El Mundo, que cita o Financial Times, a demissão de Sharma não está relacionada com a redução do rating dos EUA nem com a investigação do departamento de Justiça dos EUA à alegada fraude cometida na classificação do risco dos créditos hipotecários que levaram à crise do 'subprime'.

O conselho de administração da McGraw-Hill terá tomado a decisão durante uma reunião em que foram discutidas as estratégias da agência de notação financeira.

por DN.ptHoje

3 comentários:

Sam Seaborn disse...

Não se brinca com os Estados Unidos…

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Se os líderes europeus não fossem tão panhonhas, outros teriam tomado o mesmo caminho...

Isa GT disse...

Obama bem disse... Os EUA não são Portugal ;)))

Bjos