quinta-feira, 29 de março de 2012

Uma boa Notícia




A fábrica das tradicionais amêndoas de Portalegre vai reabrir em 2012, quatro anos após ter sido encerrada pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), disse hoje à agência Lusa um dos proprietários da unidade fabril.

Se há crimes que deviam ser julgados e os seus responsáveis punidos foi a perseguição de que foram vitimas mutos pequenos empresários e comerciantes de norte a sul do País,  por não terem as condições definidas por uns tantos burocratas sentados em Bruxelas.

Era o tamanho e o feitio do Pepino a circunferência do tomate o parafuso que não era de inox a casa de banho que não tinha as dimensões entendidas mais a salsinha e o presunto que não tinham o fabrico conforme, mais o café que só tinha um WC, mais uma infinidades de pormenores que fizeram com que umas centenas de empresas de maior ou menor dimensão encerrassem portas durante os últimos anos. Se houve algumas que não encerraram de imediato sujeitando-se a acatar os “cadernos de encargos” deixados pela famigerada ASAE, o que levou a que muitas assumissem encargos que se tornaram incomportáveis e também essas não morreram do mal, mas têm vindo a morrer da cura.

Entretanto quantos dos nossos produtos tradicionais deixaram de estar no mercado?

Naturalmente que algumas das acções de fiscalização efectuadas foram positivas e obrigaram as empresas a ser muito mais cautelosas nos cumprimento das regras de higiene e segurança, criando uma maior confiança no consumidor, mas se a fiscalização foi e é orientada para as empresas devidamente legalizadas, continuam a proliferar outras que clandestinamente operam no mercado fazendo concorrência desleal às que cumprem os requisitos mínimos e pagam os seus impostos, muitas delas no sector alimentar. Deixo para outra ocasião a questão das importações.

Felizmente que ainda há quem (apesar de 4 anos de inactividade) consiga voltar ao mercado com um produto tradicional como refere a notícia cujo link deixei acima. Ainda bem.

7 comentários:

acácia rubra disse...

E estamos todos de parabéns porque ainda há quem não baixe os braços neste País!

E logo eu que sou 'doidinha' por amêndoas!

Beijo

Luciano disse...

Apoiado! Aquilo que penso da ASAE daria para escrever um livro de 500 páginas com todo o calão possível que se possa imaginar e que faria corar de vergonha certas pessoas como por exemplo... o Quim Barreiros. eheh :)

Isa GT disse...

Mas os nossos governantes é que foram burros, muitos países como a Itália defenderam os seus produtos tradicionais e os métodos de produção artesanal, não era preciso inox e afins... nós temos tido gente incompetente e que andaram a defender os seus tachos e não o país...
Quanto à ASAE... é melhor nem acrescentar nada...

Bjos

Luís Coelho disse...

Nem tudo foram erros grosseiros, mas anda assim houve muitos.
Para uma boa higiene todos os esforços são positivos.
<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

Graça Sampaio disse...

Por essas e por outras é que a nossa agricultura e o nosso comércio estão como estão. Cometeram-se tantos exageros à conta das normas da CEE!

Boa sorte para os produtores comerciantes das ditas amêndoas.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Lembro-me perfeitamente do encerramento da fábrica, mas não imaginava que já tivessem passado quatro anos!
espero que agora as coisas voltem a correr bem.
Entretanto, tenho o prazer de o convidar a passar pelo meu novo blog ( só de crónicas) que abriu oficialmente hoje, mas só entrará em velocidade de cruzeiro a partir de domingo. Até lá, as entradas são gratuitas :-))
Abraço ( e pode levar a Adélia...)

Carlota Pires Dacosta disse...

E que saborosas são!!!
Fechou numa altura muito má para mim. Grávida do D. um dia desejei as famosas amêndoas e não havia em lado nenhum. A sorte foi ter uma avózinha que guarda tudo e lá havia meio esquecido um pacotinho já aberto, com umas amêdoas "duras que nem cornos" mas que deram para matar o desejo, eheheh.
Este post fez-me lembrar o meu serviço. Por causa da Certificação, temos todos os anos uma Auditoria Interna, uma Auditoria Externa e a Inspecção da Autoridade para o Sangue, e cada vez que vêm encontram sempre algo em que pegar. Nunca está tudo a 99%.
Beijinhos