terça-feira, 20 de março de 2012

Daqui elejo o meu melhor blogueiro

Tinha que ser, tantos dias disto e daquilo também teria que nascer o dia do blogueiro. Não sei quem é que inventou mais esta. Mas pronto, por este andar há-de chegar a altura em que todos os dias do ano serão um dia dedicado a qualquer coisa. Até tenho algumas sugestões para dar, mas acho que é melhor ficar quieto não vá lá alguém ler e ainda alguma iria ser aceite e eventualmente até tornar-se feriado Nacional e como os tempos estão mais para acabar com os que temos, adiante…

Ora então o meu registo civil particular, lembrou lá no seu blogue que hoje era o dia do blogueiro e claro da blogueira (acrescento eu, até porque me parece que estão a ficar em maioria). Assim de repente lembrei-me que podia eleger o blogueiro(a) de que mais gosto.
Mas são tanto (a)s que tratam tão bem os variadíssimos temas a que se referem que a lista que fui fazendo mentalmente ocuparia um espaço demasiado extenso para que alguém o lesse até ao fim.

Na verdade a grande comunidade de pessoas que usam a blogosfera é tão rico e numeroso que nunca me atreveria a eleger alguém porque seria sempre injusto. Tenho muita pena de o tempo disponível não me permitir usufruir desta grande componente cultural/informativa/divertida/assertiva e mais uma série de coisas que normalmente termina com um etc…etc….

Resta-me enviar um agradecimento àqueles e aquelas que me honram com a sua presença e sobretudo um pedido de desculpas a quem não correspondo, conforme merecem e aos que leio e não comento, para não estragar belicíssimos textos e em especial poemas que vão publicando.
Por ultimo um pedido de desculpa àqueles a quem vou chateando com os meus comentários, nem sempre ajustados, mas é assim a gente às vezes dispara e não tira a folga ao gatilho.

Em especial aos amigos do Largo das Calhandreiras que me meteram o “bicho nas teclas” e que sei que vão andando por aí, vai o meu abraço e reconhecimento.
Abraços ….Muitos.
Rodrigo

10 comentários:

Ferreira, M.S. disse...

Uma excelente ideia, caro Folha Seca! Aproveito para lhe agradecer as visitas e comentários com que me vai brindando! Um abraço e... feliz dia do Blogueiro para si!

Flor de Jasmim disse...

Com que então "o teu registo civil particular"?
Já vamos conversar e não vai ser na blogosfera não!

Estamos lado a lado
cada qual a teclar
não achas boa ideia
de irmos deitar.

Beijinho e uma flor

Carlota Pires Dacosta disse...

Também aproveito para agradecer as visitas e comentários.
E Feliz dia do Blogueiro!
Uns dias mais participativa, outros nem tanto.
Beijinhos para si e para a mais bela Flor

Rogério Pereira disse...

Tirar a folga ao gatilho é linguagem de atirador.
Atire. Atire sempre. Em sentido figurado, é bom haver quem atire... Quem não atira, fica calado, que é a pior forma de não errar. Errar faz parte da arrojada forma de estar. Estar sempre certo era bom, mas pouco humano...

É um bom post. Mas sabe? não ligo puto a isto do "tem dias", salvo ao Dia do Sogro, que agora promovo.

Abraço.

Nota: dê noticias do sector cerâmico, cristaleiro e vidreiro, a "cintura industrial de Lisboa" enquanto existia foi boa!

Rosa dos Ventos disse...

Impossível acedermos a todos os blogues que nos parecem interessantes!
Mas já tenho uma rede razoável de amigos virtuais e cheios de virtualidades! :-))

Abraço

Fada do bosque disse...

Além de ter gostado muito do post... o comentário do Rogério, foi a matar! :) ahahahahh!!
Sabe Rogério... há muito que não goste desse tipo de atiradores... deve fazer doer mais do que balas de borracha! :) e realmente o problema, são os atiradores que não falham o alvo.
Por isso caro Rodrigo, dou-lhe a mesma força que lhe deu o Rogério, continue a disparar!
Parabéns! :)

Um abraço a ambos, meus amigos.

heretico disse...

é um prazer frequentar este espaço - concordando, discordando, mas lendo. sempre...

parabéns.

abraço

Pedro Coimbra disse...

Também não sabia da existência do dia do blogueiro.
Soube através da Adélia.
Aquele abraço a um dos meus blogueiros favoritos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Para mim, o Dia do Blogueiro ficará marcado por ter sido o dia em que o Rochedo ficou mudo até quando o Google Reader quiser.
Belo post, caro Rodrigo
Ãbraço

Flor do Liz disse...

Teria sido um bom dia, para reabrir esse grandioso largo, que foi o LARGO DAS CALHANDREIRAS.

A todos os que por lá andaram, um grande abraço.