quarta-feira, 7 de março de 2012

"Quem se lixa é o Mexilhão"

Atento à evolução da situação económica do País e aos casos que vão aparecendo diariamente a uma velocidade supersónica que afundam a nossa economia. A desejada retoma é cada vez mais uma miragem com que nos tentam entreter, procurei assistir hoje pela televisão a um dos debates quinzenais no parlamento.
Sem duvida nenhuma que do que ouvi da parte governamental e respectivos apoiantes nada que fique na história, mais do mesmo e “vamos em frente sem arredar caminho porque este é que é o certo”. Sem surpresas.

Da parte da oposição ouvi excelentes intervenções que mentalmente, até aplaudi.

Mas não ouvi uma proposta concreta que me levasse a pensar que desta oposição toda, há uma vontade firme de pôr termo a este “reinado” de um conjunto de mentecaptos que só porque “ganhou” eleições se sente no direito de liquidar economicamente um País, reduzir à pobreza extrema, centenas de milhares de pessoas, matar antecipadamente Cidadãos Portugueses, reduzindo-lhes a possibilidade por várias vias,  o acesso à saúde e destruindo ou deixando destruir o que resta do nosso tecido empresarial.
Fui ouvido aos poucos (não falhou muito) mas pareceu-me que não ouvi aquilo que me parece ser um desejo nacional. Há que pôr termo a isto e só há uma forma. Exigir a demissão deste governo e criar alternativas. Sim credíveis, que passam inevitavelmente por entendimentos à esquerda para tornarem isso possível.

Interrogo-me? Será que apesar das críticas contundentes, das excelentes e bem fundamentadas intervenções, haverá nas oligarquias partidárias um real interesse em que isso venha a acontecer? Ou na ânsia de ganhar terreno haverá no subconsciente das cúpulas a ideia do quanto pior melhor e até lá mostrar que se tem razão, mas sem consequências de imediato que quanto a mim é uma urgência nacional.

No fundo por enquanto os ordenados dos deputados, as subvenções aos partidos políticos, mais os part times nas universidades, escritórios de advogados empresas de consultadoria, etc… etc… ainda não estão ameaçados.

Entretanto quem não tem nada disso e está a perder quase tudo, é o Mexilhão que é sempre quem se lixa !

4 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Por dever de ofício tive de assistir ao debate. Não sei se é um problema da idade, mas cada vez mais bocejo enquanto os tipos falam. Cada um virado para a sua capelinha e borrifando-se para o país e o povo que os alimenta.
Terminado o debate, ouvi uma entrevista do Soares Santos ( o sr Pingo Doce) e passei do bocejo ao vómito. Apesar de tudo, prefiro o bocejo
Abraço

Evanir disse...

A mulher foi feita da costela do homem,
não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior,
mas sim do lado para ser igual,
debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada." (Maomé)
E realmente isso que Deus fez e graças ao primeiro casal hoje todo ser
humano da face da terra são descendentes de Adão e Eva .
Um Feliz Dia Internacional Das Mulheres.
Beijos no coração.
Evanir.

Rogério Pereira disse...

Se se lembra
fui o único
a bater com o punho na mesa
a fechar a porta
e a não me arrepender disso

Caiu-me o Carmo e a Trindade em cima, porque eu devia dizer ao carrasco que não aceitava ser vitima.

Querer o "quanto pior melhor?", nada pior que assistir a isto, não há pior do que ver, em antecipação, um precipício... mas o desânimo é a antecâmara da rendição...

Sonhadora disse...

Meu querido amigo

Passando para agradecer as palavras carinhosas que me deixou e deixar um beijinho.
Depois volto para ler com a atenção que o texto merece.

Sonhadora