sábado, 5 de novembro de 2011

"Ciganices"

Vivemos um período em que o tradicional negócio de Cigano (com todo o respeito que tenho por esta etnia há séculos ostracizada) foi substituído por novas formas de "ciganice" em que todos, uns mais do que outros, vamos caindo: ele é o pague 1 e leve dois, os 50 % de desconto em cartão e outros formas de promoção usadas em grande abundância.

Parece que também na actividade política a moda  pegou: No orçamento do estado para 2012 estava programado o corte dos subsídios de férias e de natal para os próximos anos. Começa a perceber-se que foi uma forma de medir o pulso aos Portugueses e perante a crescente oposição a esta forma de tentar esbulhar centenas de milhares de trabalhadores. Havia que encontrar uma saída airosa para este berbicacho que nos foi apresentado como inevitável, mas que não era assim tanto. Sabe-se hoje que há uma almofada neste orçamento de 900 milhões de euros para que se pudesse recuar numa das medidas altamente gravosas ditadas pelo estado calamitoso das nossas finanças públicas.

Havia também que assegurar a abstenção do PS e ter algo para lhe dar em troca para que este partido se justificasse perante os seus eleitores.

Pronto, está feito! O governo afinal até não mete a mão tão fundo, como parecia e o PS “salva” a face pois prepara-se para reivindicar para si esta “vitória” Eu cá por mim adoptava para o PS em vez da sigla “ um novo ciclo” talvez um “pague 1 e leve 2”. Ou seja apoiamos com um NIM o orçamento, mas só deixamos gamar um subsídio. O resto a gente vai “perceber” depois.

2 comentários:

Rogério Pereira disse...

Isso, é o que se chama uma ciganice...

E isto?:

"Soubemos hoje em resposta ao nosso insistente questionamento ao Governo que o valor dos juros a pagar pelo País são de 34,4 mil milhões de euros. Repito, 34,4 mil milhões em 78 mil milhões de um empréstimo a que cinicamente chamam ajuda"

heretico disse...

como num jogo da vermelhinha. de cartas viciadas...

excelente.