sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

À laia de balanço

É normal que qualquer um de nós “perca” alguns minutos por esta altura, em que um ano velho acaba e outro começa, a olhar para trás a ver o que é que correu mal e procurar corrigir, para que no novo as coisas corram melhor.
Acontece que involuntariamente estamos envolvidos numa engrenagem trituradora de que acabamos por estar dependentes e por muito pouco que façamos por isso, acabamos por mais tarde ou cedo pagar as “favas”.

Evitando falar de política, para mim é uma certeza “quase absoluta” que as angustias e inquietações com que nos deparamos se devem não ao sistema político em que vivemos, mas aos seus maus “actores”. Não me refiro só ao Português mas àquele grupo em que prometendo maravilhas, nos “enfiaram”. A chamada Europa que na altura era a dos nove e já mudou de nome várias vezes.

Enfim 2011 foi para mim um ano mau. As perspectivas para 2012 assustam. Espero ter saúde e capacidade para inverter as situações menos boas que tive que enfrentar e cujas consequências vão inevitavelmente ser transferidas para o próximo ano.

Como não sou do tipo de olhar para o umbigo e os outros que se “amanhem” tenho consciência de que a inversão dos maus caminhos a que nos estão a querer conduzir, como se de um rebanho se tratasse, não vou ficar quieto nem calado. Por aqui e ali e até ao limite da minha capacidade física e intelectual vou usar o meu direito de Cidadania, para dizer que não sou um “Carneiro” mas gente e como tal, assim exijo ser tratado.

Às amigas e amigos da Blogosfera (e também aos outros) um Bom 2012,

Uma canção repetida mas que reflecte o meu estado de espírito.

13 comentários:

Helena disse...

Bom ano Novo!

BlueShell disse...

A "nossa" inquietação.
Que possas ter um Feliz 2012

ariel disse...

Bom Ano Rodrigo, um Feliz 2012, tanto quanto possivel....

Abraço.

Isa GT disse...

Só não está inquieto quem ande a nadar em dinheiro ou seja um super otimista. (sem p para poupar lol)
2012 vai ser mais do que inquietação... vamos andar constantemente com o chão a fugir debaixo dos pés.
Todos os anos, tenho como hábito em Janeiro fazer um pequeno orçamento anual para ter uma ideia dos gastos, para nunca "pôr o pé em ramo verde", ora este ano, o governo conseguiu que eu quebre a tradição... não faço a mínima ideia de quanto irão aumentar as despesas ou se o rendimento não sofre mais haircuts... e isto de eu não saber... nadica de nada... põe-me os nervos "em franja" ;)
Uma coisa sei de certeza... vai ser um ano de insónias...

Bjos

Carlos Albuquerque disse...

Torço, caro Rodrigo, para que em 2012 consiga inverter as situações menos boas. Como diz a canção:
"Há sempre qualquer coisa que eu tenho que fazer
Qualquer coisa que eu devia resolver
Porquê, não sei
Mas sei
Que essa coisa é que é linda."
Para si um Bom Ano.
Abraço

nacasadorau disse...

Olá amigo!

Penso que já cá estive, pois já sou seguidora, mas daquelas que só fez aumentar o número, como tenho muitos, infelizmente.
Desculpe, e mais não digo porque não tenho como me desculpar.

Feliz Ano Novo, apesar de tudo o que nos espera garantidamente cinzento, pardacento, mas dia após dia, veremos e agiremos para tentar reverter este facto.

Beijinho

acácia rubra disse...

Rodrigo

Acabo o ano a roubar, como nos ensinam os nossos governantes...

Desculpe, mas roubo-lhe as palavras

"...não vou ficar quieto nem calado. Por aqui e ali e até ao limite da minha capacidade física e intelectual vou usar o meu direito de Cidadania, para dizer que não sou um “Carneiro” mas gente e como tal, assim exijo ser tratado."

Ombro com ombro, cá estaremos para enfrentar 2012.

Beijo

Pedro Coimbra disse...

Um Maravilhoso 2012, Rodrigo.
Com saúde, que é o essencial.
O resto vem depois.
Aquele abraço

Observador disse...

Caro Rodrigo

Encaremos 2012 e seguintes como apenas o andamento mais ou menos suave do calendário.

Saibamos corrigir os nossos erros e preparemo-nos para "ensinar" os outros - quem de direito - a construir.

Um abraço com votos de um bom ano.

Mar Arável disse...

Tudo pelo melhor em família e outros amigos

Abraço

Fê-blue bird disse...

E com esta inquietação me despeço do meu amigo até 2012!
Desculpe a ausência, muito trabalho nesta época:)

beijinhos

A.Tapadinhas disse...

Dizes que 2011 foi um ano mau. Espero bem que sim...

...para que as perspectivas de 2012 não sejam tão más!

Rodrigo, temos de manter um pouco de optimismo! Vá lá, um sorriso...

...e bom 2012!

Grande abraço,
António

Obrigado pela tua amizade. Bem-hajas!

Carlota Pires Dacosta disse...

Festas Felizes! E um 2012 cheio de "ALEGRIA"!.
beijo