sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

É só Garganta...

Quando hoje de manhã me dirigia para o meu local de trabalho (um pouco mais tarde do que o costume) ouvi na Antena 1 o “Pano para mangas” uma crónica diária do João Gobern.

A propósito da performance sexual dos Portugueses através de um estudo feito. João Gobern terminava, dizendo que o órgão sexual mais activo dos Portugueses era a garganta, ou seja falam, falam, mas…

Lembrei-me logo do (quase) assunto do dia de ontem em que se discutiu na assembleia da Republica a afirmação de um Deputado que até é vice-presidente do grupo parlamentar do PS em que em tom altamente “revolucionário” que se estava “marimbando para a dívida soberana e que se deveria usar a bomba atómica do não pagamos e os alemães até ficavam a tremer das pernas”.

Ou seja este Deputado de repente ultrapassou tudo pela esquerda conseguindo ainda ser mais radical que o Bloco de esquerda e o PCP juntos.

Não sei se este Deputado já o era antes, mas sei de uns outros também do PS que passaram legislaturas anteriores a dizer que sim com a cabeça não se lhe conhecendo qualquer opinião contrária à dos chefes avalizando todas as medidas (certas e erradas). Ou Já nos esquecemos que a situação actual duma Maioria um Governo e um Presidente, tem culpados? Sou dos que pensa que a Direita não ganhou. A esquerda é que perdeu. E perdeu pelo silêncio de gente que devia falar e esteve caladinha e que agora para dar nas vistas, lá vão atirando uns fogachos assim para o “revolucionário”. Ou seja muita garganta! Mas…

6 comentários:

O Puma disse...

Na oposição aparecem rasgos de lucidez na bancada do PS
pouco frequentes mas de registo

Observador disse...

As oposições têm essa característica.

Os governos são o que se sabe.

PS? PSD? Venha o diabo e escolha.

E não, não sendo apolítico, estou a léguas de qualquer partido.

Um abraço, caro Rodrigo.

Rogério Pereira disse...

O moço amainou
logo de seguida

É a vida...

(me parece se ele bem queria dizer o que disse
... mas logo se desdisse)

Janita disse...

Acertou na mouche, Rodrigo!

Não sei porquê mas, regra geral, quando estão na oposição o discurso dos deputados muda completamente, ou seja, falam...falam, mas nós não os vimos nem vemos s fazer nada.

E a actual situação tem culpados,sim senhor!
Só parece é que a culpada foi a...cobra!
Beijinho.

Janita

Fê-blue bird disse...

Ora aqui está uma definição perfeita!
Falam,falam,mas não os vejo fazer nada! (onde é que eu já ouvi isto?)

beijinhos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O rapaz ( que eu não conhecia) levou um puxão de orelhas do Seguro e desdisse o que tinha dito, dizendo que afinal não tinha dito. Confuso? Também eu...
Abraço e bom fds