quarta-feira, 6 de julho de 2011

Lixo… A Pata que os Pariu

Recordo os tempos em que se discutia a nossa entrada na Europa (então CEE) Um dos argumentos usados contra essa entrada era a de que nos iríamos transformar no” Caixote do Lixo dessa mesma Europa”. Na verdade, estes anos todos depois verificamos que não só nos transformámos nesse caixote de lixo (da Europa e não só) como nos tornámos dependentes desse “lixo” Dizem os entendidos que só em temos alimentares dependemos em 70 a 80% de importações.

Agora parece-me que nesses tempos ninguém previu foi que um dia, em termos financeiros faríamos parte do Lixo dessa mesma Europa.

Eu sei que os interesses da especulação financeira determinam este tipo de avaliações mas será que vamos ficar impávidos e serenos a pagar as consequências e não fazer nada?

Eu sei que o orgulho Nacional anda assim um bocado por baixo, mas não somos capazes nem que seja de chamar uns nomes feios àqueles avaliadores/especuladores sem rosto.

Ainda me lembro, quando Scolari fez um apelo plenamente correspondido de pôr bandeiras Nacionais em tudo quanto era sítio. Recordei este fim-de-semana (não ao vivo) a presença da Luso descendente Nelly Furtado a cantar “Força” como incentivo à nossa selecção. Tá bem que eram “futebóis” mas na verdade sentiu-se nessa altura uma forte manifestação de orgulho Nacional.

Não será altura de fazer algo?

5 comentários:

Fada do bosque disse...

É... o que estavam à espera os partidos que assinaram o acordo da tróika? de Vivas?! Claro que de outra coisa não se estava à espera... razão teve sempre Dr. Garcia Pereira mas como a comunicação social o afasta como se tivesse lepra, aí estão os resultados!
Um abraço

Isa GT disse...

Os interesses da especulação financeira entram... onde os governos governam mal e, assim, os países ficam a jeito deles entrarem.
Há mais de dois anos quando comecei com isto de blogar, quase ninguém estava interessado em pensar como poderíamos nós continuar a viver de milhões e milhões emprestados.
Qualquer pessoa, mesmo não sendo economista, sabe que isso é impossível, e porque será que a marmelada continuou?
Para alimentar muitos dos ratos que já saltaram fora do barco e os que saltarão se perderem o resto da mamadeira ;)
Quanto a entrarmos no euro... era muito aborrecido para os ratinhos terem que andar a trocar moeda para levarem para os seus paraísos fiscais.
Isto foi o chamado... trigo limpo, farinha Amparo lol

Bjos

Jluis disse...

Na beira mar plantados...foi passado! Viveu-se um sentimento patrio com o futebol e foi bom, fez-nos vibrar mas...o que interessa...passa-nos ao lado.
A agricultura? Morrrrreu....
As cotas de pesca? Morrrreu....
As cotas do leite? penalizaçoes para quem produzisse em demasia...milhoes de euros para incentivos para a modernizaçao das vivendas das praias (perdao queria dizer industrias), criaçao do proprio emprego sem devido estudo de viabilidade economica, milhares de cafes que foram surgindo e fechando, milhoes para a formaçao profissional para os desempregados de loga duraçao, pelo menos sempre baixa racios de desemprego escamoteando a verdade. mas produçao produçao...??temos vivido com o que nos dao. Nao e so a nelia furtado mas tambem os conquistadores nos devem inspirar!...todos somos culpados. Ate pagamos para nos meterem a mao ao bolso...como dizia o outro "Eu quero voltar pr`a ilha" quantos portugueses ficam incomodados com noticias internacionais que dizem que somos lixo?

Teófilo Silva disse...

TEMOS DE CONSTRUIR EM PORTUGAL UMA DEMOCRACIA À PORTUGUESA...
E NÃO É QUE CONSTRUÍRAM MESMO!!!
UMA DEMOCRACIA QUE TRANSFORMOU PORTUGAL EM lixo.

Rogério Pereira disse...

Não há solução à vista
se a não quisermos olhar