sábado, 19 de fevereiro de 2011

"Democracia à rasca"

Bastou uma canção para que o brado ecoasse por aí fora.
Embora não seja jovem, também sou dos que estou à rasca, especialmente quando pela velocidade a que Portugal se está a afundar também serei um dos que sofrerei na pele a recessão que uns dizem que está aí e outros que não ( o meu anterior post sobre truques era sobre isso).

Apanhando a boleia dos Deolinda desenvolve-se um movimento com algumas características esquisitas onde se procura fazer crer que tudo se resolve “correndo com os políticos e afins”.

Embora seja dos que partilhe da ideia que nesse campo não temos sido lá muito bem servidos é evidente que é com os políticos e em Democracia que teremos que resolver os nossos problemas. Se estes não servem que se accionem os meios constitucionais que regem a nossa Democracia e se substituam. Qualquer deriva antidemocrática que aponte para outro tipo de solução, pode ser muito perigosa.
Já alguém em tempos sugeriu uma suspensão temporária da Democracia. O tipo de linguagem e soluções apontadas pelo tal movimento e as palavras de um tal comendador (conhecido por ter feito fortuna com base na especulação financeira) em que claramente defende a instauração de um novo” género de ditadura”, assusta-me. Ver Aqui
A história já nos mostrou como chegaram ao poder ditadores, assim “como quem não quer a coisa”.
Que os Políticos que exercem o poder no momento, sejam os primeiros a perceber e a agir em conformidade  não contribuindo mais para o desprestígio da função.
Como alguém disse: “a Democracia é o pior dos sistemas à excepção de todos os outros”

6 comentários:

Ana Paula Fitas disse...

Caro Rodrigo :))
Excelente alerta!... porque as boas intenções podem servir péssimos propósitos independentemente dos esforços e da razão que assiste aos bem-intencionados.
Abraço.

Rogério Pereira disse...

Seu alerta tem lógica... pode até estar certa...
Mas nada vai impedir a geração enrascada de se juntar à geração à rasca...

Isa GT disse...

Tenho muito receio destas soluções que se tornam verdadeiros problemas sem solução.
Neste momento, receio que por causa dos graves problemas económicos que atravessamos, o PSD (que virou totalmente à direita) tenha uma maioria absoluta... será o 1ºpasso para deitar as mãos à Constituição e abrir caminho a uma Ditadura mascarada de Democracia e aí, até me arrepio só de pensar o que pode acontecer... Tesos e com medo de perder o emprego, a maioria nem vai poder... piar.
Só espero estar enganada, mas isto anda a cheirar muito mal e basta um deslize... para cair num último embuste.

Bjos

Luís Coelho disse...

Amigo estamos mal e a geração nova sem emprego é uma bomba prestes a explodir.
O PSD é igual a todos os outros partidos e as ditaduras podem surgir de qualquer lado.
Este senhor ainda não mostrou aquilo de que é capaz para bem ou mal dos portugueses, mas estas políticas estão a abrir-lhe as portas e a oferecer-lhe o governo da nação e pior ainda com maioria absoluta.
Sócrates, evita já os agricultores, os professores e vai fazendo de conta que isto passa...Mexeu em muita coisa ao mesmo tempo...
Acredito como todos que isto está pelas pontas e que elas podem quebrar a qualquer momento....

Pedro Coimbra disse...

Uma das frases mais marcantes de Churchill.
E foram muitas.
Um abraço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Em casa onde não há pão...