sábado, 12 de fevereiro de 2011

Balada do Desespero - Pedro Barroso

3 comentários:

Isa GT disse...

Num desespero desesperante

Bjos

Fê-blue bird disse...

Adoro esta canção, uma mensagem a reter:

Um grito para espalhares
Não te ficou nem uma sobra
Uma intenção uma raiva
Isto é caso pra dizer
Parvo incapaz e castrado
Rastejante e tão honrado
Foste um escravo do dever
Um pobre mais um na selva

Beijinhos e bom fim de semana

Pedro Coimbra disse...

Dá vontade de a cantar à porta do Teixeira dos Santos.
Abraço