segunda-feira, 17 de setembro de 2012

O Futuro

O futuro
José Carlos Ary dos Santos
 
 
 
Isto vai meus amigos isto vai
um passo atrás são sempre dois em frente
e um povo verdadeiro não se trai
não quer gente mais gente que outra gente
 
Isto vai meus amigos isto vai
o que é preciso é ter sempre presente
que o presente é um tempo que se vai
e o futuro é o tempo resistente
 
Depois da tempestade há a bonança
que é verde como a cor que tem a esperança
quando a água de Abril sobre nós cai.
 
O que é preciso é termos confiança
se fizermos de maio a nossa lança
isto vai meus amigos isto vai.

7 comentários:

Rogério Pereira disse...

"Depois da tempestade há a bonança
que é verde como a cor que tem a esperança
quando a água de Abril sobre nós cai."

Rosa dos Ventos disse...

As palavras de Ary não nos deixam desanimar!
Isto vai!

Abraço

Observador disse...

Palavras que se forem sempre bem lembradas não nos deixarão caír na tentação de desistir.

Um abraço, caro Rodrigo.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Tem mesmo de ir, Rodrigo. A bem ou a mal...
Abraço

Graça Sampaio disse...

Tem mesmo de ir - a bem ou a mal! E... custe o que custar!

Pedro Coimbra disse...

Curiosamente, no que hoje escrevi lembrei-me também de um poema do Ary dos Santos, Rodrigo.
Outro poema, outro enquadramento.
Diga-me depois o que é que pensa.
Aquele abraço

Luciano Craveiro disse...

Mas parece que temos andado a recuar dois passos por cada um que avançamos. É o que parece.
Grande abraço