quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

O Coro das Velhas


Link da letra

10 comentários:

Rogério Pereira disse...

Ó Felisbela, ó Felismina
ó Adelaide, ó Amelinha
ó Maria Berta, ó Zulmirinha
vamos cantar o coro das velhas?

Vamo lá, que tá na hora
Vamos embora

E onde ca vamos cantar?

No Terreiro de Paço
Se inda lá houver espaço

Isa GT disse...

Pois é... e com a cabeça entre as orelhas, os piegas, têm que fazer o que o nosso 1º diz, saber ser fortes, corajosos, ambiciosos, exigentes... e ir ao Terreiro do Paço ;)

Bjos

L.O.L. disse...

Bom recordar este tema.
Um abraço=)

acácia rubra disse...

Entro neste coro das velhas.

Para lá caminho...

"Com esta da austeridade, meu senhor
nem sequer da para ir desta pra melhor
os funerais estão por um preço do outro mundo
dá pra desistir de ser um moribundo

Rabugenta, eu? Não senhor
eu hei-de ir desta pra melhor
mas falo pelos que cá deixo
não é por mim que eu me queixo"

Beijo

João da Nova disse...

Portugal está novamente a necessitar de “poetas populares”, de “cantigas” plenas de ironia e conteúdo. Sérgio Godinho é um Senhor.
Letra mais actual? Impossível.

Graça Sampaio disse...

"Cá vamos andando com a cabeça entre as orelhas!" - o que é uma pena! Temos de reagir, carago!

Pedro Coimbra disse...

Quantas vezes cantei isto com os meu amigos, Rodrigo!!
Cá se vai andando, com a cabeça entre as orelhas!!
Aquele abraço e bfds

BlueShell disse...

Ainda ontem, na vIagem para Coimbra ouvi isto, num CD!
Cá se vai andando....

Fê-blue bird disse...

Como cada vez há mais idosos, este coro é muito apropriado :)
Quando eu chegar e se chegar a velha, nem coro já deve haver :(

beijinhos

OceanoAzul.Sonhos disse...

... perfeito!


abraço
cvb