quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Listas negras

"Mais de 320 mil portugueses já estão em listas negras"

"Existem 322 mil particulares ou empresas incluídos em pelo menos uma das listas negras oficiais que foram criadas ao longo dos últimos anos em Portugal. Sejam cheques carecas, seja o não pagamento de serviços de telemóveis, seja por acumularem dívidas às Finanças ou à Segurança Social, todos estes casos dizem respeito a um incumprimento. O número de portugueses nestas listas, contudo, irá crescer a olhos vistos nos próximos meses. Não só porque vão ser criadas mais duas listas de devedores, para as contas do gás e da luz, mas também porque a dívida mínima no caso das telecomunicações vai ser reduzida para 75 euros (ver texto ao lado), limite idêntico ao que vai ser imposto no gás e luz.

A estes 322 mil casos há ainda a juntar as quase 700 mil famílias com créditos em incumprimento, por exemplo, que, apesar de não estarem incluídas numa lista oficial, não conseguem omitir o seu caso a nenhum banco, já que todos têm acesso a estes dados". VER MAIS


Segundo julgo até à data não consto de qualquer lista negra e não entrei em incumprimento nos créditos que detenho. Quem sabe até quando?
Não tenho dúvidas que parte dos “listados” o estão por irresponsabilidade, dado que gastaram mais do que podiam pagar. Mas também não tenho duvidas que muitos deles foram surpreendidos por situações imprevistas e cuja responsabilidade “moral” não lhes pode ser assacada.

A mim assusta-me, pois sabemos que todos os dias há novos incumpridores e como tal serão tratados como leprosos ou a caminho disso. Situações que me fazem sempre lembrar o celebre poema de Brecht .

Quantos de nós estaremos imunes a fazer parte de uma dessas listas. Mesmo que durante uma vida inteira tenhamos sido cumpridores?


4 comentários:

L.O.L. disse...

Por enquanto não estou listado. Mas não sei até quando.
Um abraço.

Rogério Pereira disse...

A lista aumenta na proporção da satisfação dos credores internacionais protegidos pelas troikas. Portugal é cada vez mais um caso exemplar...
Onde é que isto vai parar?

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

as listas negras condizem com a situação do país. Não haverá tempestade, mas a lista será substancialmente alargada a muito curto prazo
Abraço

Graça Sampaio disse...

Assustadora é esta vida que estamos a viver de há um ano para cá. Isto das listas negras é um NOJO! Nós, um dia destes, fazemos parte da lista negra do bloggers que dizem mal dos "nossos" governantes...