domingo, 26 de junho de 2011

Foguetório na minha "Madugada"


Hoje tive um acordar violento às 9 horas da manhã, dada a hora a que me deitei para mim ainda era madrugada. Eu conto! Vivo numa zona onde cada lugar tem a sua festa ou seja, as suas festas. Normalmente a igreja promove a sua e a colectividade recreativa também, mais as tasquinhas que estão na moda.

Nada contra até porque o pessoal precisa  de alguma animação para esquecer as agruras da vida. Na verdade de Maio a Agosto as festas são às dezenas. Que se mantenha a tradição.
Agora há uma coisa com que embirro. Trata-se do excesso de foguetório e cada uma das festas procura fazer mais barulho que a outra como se se tratasse de uma competição.

Pronto, levar com um “bombardeamento” às 9 horas da manhã chateia, especialmente quando hoje era daquelas dias em que precisava de dormir mais um bocado. O problema é que não fica por aqui. Vai ser assim até lá para o fim de agosto. Irra!

8 comentários:

Teófilo Silva disse...

Por aí ainda autorizam o lançamento de foguetes?
Aqui lá há muito tempo que foi proibido. São festas silenciosas que dá para os foliões e para os que simplesmente querem tirar uma soneca.
Bom Domingo.
Abraço

Fada do bosque disse...

Pois... eu compreendo. Por aqui é exactamente a mesma coisa. Ontem acabei de adormcer e à uma da manhã, parecia o fim do Mundo! Há sempre dinheiro para queimar e ainda para chegar fogo às floresta! Devia ser proibido!
Um abraço

Isa GT disse...

Agora já começo a perceber porque ontem houve mais de 400 incêndios... claro que qualquer dia o assunto fica, definitivamente, resolvido... não vai sobrar mais nada para arder ;)

Bjos

Rosi Alves... disse...

um beijo ótimo domingo

Rogério Pereira disse...

Então...
Não me diga que tal vida não presta
É como viver... sempre em festa

Menina no Sotão disse...

Vou chegando em silêncio, passando pelas portas entreabertas, feito o vento moço que teima em abrir tudo que encontra. Espera, eu falei em silêncio. rs
Bem, aqui em São Paulo temos foguetórios pelos mais diferentes motivos: de jogos de futebol a bandidos avisando a presença da polícia (essa última já não é mais tão frequente) mas os fogos se espalham, ainda mais se amarelinha joga. ai ai ai
Enfim, mas é possível dormir bem, afinal, com tantos barulhos na paulicéia, os ouvidos acostumam-se a não se importar. rs

bacio

folha seca disse...

Caras e caros
Pelo que sei o tradicional foguete de cana já não é usado. Utiliza-se uma espécie de "lança morteiros" que projecta para o ar as bonbas.
Não sei se minimiza o perigo de incêndios. Provavelmente sim.
Mas é cá um barulho, nem vos conto.
Paciência.
Abraços

Janita disse...

Rodrigo, tenha paciência!
De todas as manifestações festivas, o foguetório é para mim também o mais incomodativo, mas isto já faz parte das nossas tradições de fazer a festa, deitar os foguetes e apanhar as canas.

Gostei de voltar a ouvir as "Meninas da Rebera Do Sado"...
Abraço

Janita