sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

"Contrastes" ou ?



O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, manifestou-se hoje convencido que é possível atingir os 5% por cento de défice no final do ano, meta estabelecida pelo Governo em acordo com a ´troika'. VER MAIS


 
Os tribunais declararam 52 falências judiciais por dia em 2012. Particulares foram os mais afectados com 12.405 processos, e representam já 67% do total. Região norte é a que tem mais casos registados. VER MAIS

 

8 comentários:

Rogério Pereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rogério Pereira disse...

Temo que o número de falências mesmo que aumente
ainda assim seja insuficiente

Só com o país encerrado
o deficit será melhorado

(mas nessa altura já não será preciso)

Rosa dos Ventos disse...

Uma tragédia e este sujeito sem encarar a realidade! :(

Abraço

Observador disse...

Dada a política de impostos que este governo se atreveu a intensificar, o número de falências subirá.

O primeiro ministro tem menos cabelo. Porque será? Pensa muito? Talvez. Só que pensa muito e mal.
E mente, outra coisa que desfaz o espaço capilar.

Um abraço, caro Rodrigo e os votos de um feliz 2013.

JP disse...

A História os julgará, aos responsáveis.

Um Feliz ano cheio de saúde alegria e coisas boas!

Abraço

Graça Sampaio disse...

Eu acho que ele até acredita nos gulotões do Presto!

E nós a aturarmos isto tudo e o que mais estará para vir!

Como desejar Bom Ano?!

Carlos Albuquerque disse...

Vitor Gaspar Coelho ultrapassou tudo.Hoje é um criminoso, acolitado por Passos Coelho.Ambos deveriam ser levados a julgamento.
Apesar de tudo, caro Rodrigo, um Bom Ano para si.
Abraço

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia Rodrigo

Já não comento mais a politica deste governo. Estamos a dar importância a quem não a tem nem nunca a terá.

Se pelo menos houvesse um tribunal que os julgasse e condenasse pelos erros constantes ... talvez repensassem as coisas antes de as promulgar...talvez refundassem um pais para todos... talvez se revissem nas promessas que fizeram antes e nas ofertas que agora nos impõem...

Estou farto destas carinhas de meninos de coro...mas com a cabeça povoada de agressão aos mais elementares direitos de quem trabalha e luta para sobreviver...

Estou farto e eles continuam sem parar, sem ver, sem querer ...
Eles tem protecção, luxo....