segunda-feira, 22 de outubro de 2012

"Portugal perdeu 65 mil jovens em idade activa em apenas um ano"

Cantar de Emigração
Rosália de Castro-José Niza –Adriano Correia de Oliveira

7 comentários:

Francisco Clamote disse...

É obra! Mais um "favor" que ficamos a dever a estes farsantes. PQP.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Ouvi hoje, num qq TJ, que até ao final do ano serão 100 mil, Rodrigo. Uma tragédia nacional, que este governo apelida de janela de oportunidade.
Abraço

Retornado disse...

"E agora não precisamos emigrar mais" textualmente dizia Maria de Jesus em Santa Apolónia chegada de Paris.

Aparece esse momento fotografado com a senhora à janela do comboio na capa de um livro recente da biografia da senhora.

Que a memória nunca se apague.

quem és, que fazes aqui? disse...

Rogério, outro tantos serão os que, no próximo ano,morrerão de fome e na miséria...

...para não falar nos que se suicidam e surgem nas estatísticas como 'morte natural'.

Naturalmente como tudo o que acontece neste país!

Beijo da revoltada

Laura

Rogério Pereira disse...

Rodrigo, Já o trocam comigo...

No meu segundo ano de comissão (em Angola) cantávamos isto na messe de sargentos...

Graça Sampaio disse...

Estes fulanos estão não só a empobrecer o país como apregoaram mas especialmente e mais a destruí-lo! Acho que nem Salazar o fez tão bem! FDP!

Pedro Coimbra disse...

Rodrigo,
Cada vez mais, muitos vêm aqui para Macau.
Jovens, com habilitações literárias de nível superior, muitos deles que vêm literalmente à aventura.
E acabam por ficar.
Aquele abraço