terça-feira, 13 de novembro de 2012

De derrapagem em derrapagem até ao espalhanço final.


Governo vai dizer à troika que défice deste ano deve ficar em 5,5%

Derrapagem na execução orçamental em Outubro deve impossibilitar colocar o défice nos 5%, mesmo com a concessão da ANA, noticia o "Diário Económico".

A notícia é avançada na edição desta manhã do “Diário Económico”, que revela que dentro do Governo já é um dado adquirido que o défice deverá derrapar entre três a cinco décimas – ou até mais, caso a operação de concessão da gestora dos aeroportos ANA não possa ser abatida ao défice deste ano. Tudo vai depender da decisão do Eurostat. Passos Coelho já garantiu que, para este ano, estão excluídas mais medidas de austeridade. Se essa derrapagem acontecer, o jornal avança que o Eurogrupo deverá “fechar os olhos”, sem obrigar o Executivo a adoptar novas medidas para este ano. No fim-de-semana passado, Olli Rehn sustentou que a Comissão Europeia não se limita apenas a olhar para “as metas nominais”, mas também para a “sustentabilidade” e para “as finanças públicas a médio prazo”. VER MAIS

5 comentários:

Observador disse...

Alguém acredita?

Rogério Pereira disse...

Alguns jornalistas abandonaram a profissão de "artistas"... e lá vão mostrando a realidade, traída pelos paparazzi

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O Banco de Portugal já fala em 6,2% e prevê uma queda de 1,6% do PIB em 2013. Entrementes, PPC foi hoje a Bruxelas dizer que a austeridade é o único caminho para Portugal air da crise. Momentos depois de o FMI ter dito que a austeridade será uma catástrofe.
Cavaco assiste a tudo isto como se nada fosse com ele. Vergonhoso!
Abraço

Fê-blue bird disse...

Meu amigo eles podem dizer o que quiserem, nós é que sabemos, nós é sentimos.
Também continuo a lutar, mas até quando terei forças.

beijinhos

Pedro Coimbra disse...

O ABS está a revelar-se pouco fiável, Rodrigo.
Aquele abraço