sábado, 2 de março de 2013

Por aqui foi assim...

foto surripiada ao grupo da Marinha Grande (via facebook)
 
Não fomos muitos, mas numa Cidade com cerca de 30.000 habitantes 10% estavam lá.
Notava-se sobretudo uma forte tristeza nos rostos com que me fui cruzando. Não podemos deixar que nos roubem até a capacidade de esboçar um simples sorriso, hoje senti isso.
Quando já nada tivermos a perder o que é que estamos dispostos a fazer?

8 comentários:

JP disse...

Assim foi por todo o País...

Abraço

Graça Sampaio disse...

Partir para a intimidação (para não dizer violência) destes palhaços que detêm a maioria e a presidência!

Rogério Pereira disse...

Ficaram sentados no sofá do descontentamento? Acredito que quem ande aflito, ande desesperado... e o PS não se vê em nenhum lado...

menvp disse...

Eu não estou interessado nestas manifestações...
.
Eu estou disponível é para participar numa Plataforma de Intervenção Cívica... que nos permita ultrapassar o sistema vigente - o sistema «vira o disco e toca o mesmo».
.
.
-> Não seja/sejam cúmplices da música para otários: «vira o disco e toca o mesmo».
-> De facto, mesmo realizando eleições em todos os "semestres"... seria o «vira o disco e toca o mesmo»: os lobbys manteriam a sua influência... e quando passassem a «ex-», os governantes, teriam belos 'tachos' à sua espera.
.
-> Votar em políticos... sim mas... votar não é passar um 'cheque em branco'!
-> Os políticos não deverão ter o número de mandatos limitado... mas, em contrapartida, esses mandatos deverão estar sujeitos a uma muito maior vigilância/controlo por parte dos cidadãos. [nota: e os políticos deverão ter uma idade de reforma igual à do regime geral!]
.
-> Pelo 'Direito ao Veto de quem paga': blog «fim-da-cidadania-infantil».

heretico disse...

... e fomos muitos, muitos mil.

abraço

Pedro Coimbra disse...

Tinha visto as imagens no Facebook.
Aquele abraço e votos de boa semana!!

Sthefanie disse...

Boa Tarde,
Sabe entrei no seu blog porque estava querendo conhecer novos espaços e agora me encontro aqui..Mas quando olhei o seu perfil e vi que era de Portugal me perguntei se o mundo é tão globalizado quando parece.Sou Brasileira e tenho na sua cultura parte das minhas raízes,assisto os noticiários mas realmente não sei oque realmente vocês estão passando e como pode ser duro ser privado de muitas oportunidades!
Apesar das dificuldades a vida segue em frente...Não deixe que que façam de você algo que não aprecia,faça da situação o melhor que você por ser!

Rosa dos Ventos disse...

Já disse em vários blogues que não senti essa tristeza!
Sorte a minha por estar integrada num sector de gente jovem, por mero acaso...

Abraço