domingo, 24 de fevereiro de 2013

Canção do desterro - Helena Sarmento


Canção do Desterro (Zeca Afonso) por Helena Sarmento no álbum "Fado Azul"
Guitarra Portuguesa: Samuel Cabral

4 comentários:

Fê Blue bird disse...

Vieram cedo
Mortos de cansaço
Adeus amigos
Não voltamos cá
O mar é tão grande
E o mundo é tão largo
Maria Bonita
Onde vamos morar


Na barcarola
Canta a Marujada
O mar que eu vi
Não é como o de lá
E a roda do leme
E a proa molhada
Maria Bonita
Onde vamos parar


Nem uma nuvem
Sobre a maré cheia
O sete-estrelo
Sabe bem onde ir
E a velha teimava
E a velha dizia
Maria Bonita
Onde vamos cair


À beira de água
Me criei um dia
Remos e velas
Lá deixei a arder
Ao sol e ao vento
Na areia da praia

Maria Bonita
Onde vamos viver

Ganho a camisa
Tenho uma fortuna
Em terra alheia
Sei onde ficar
Eu sou como o vento
Que foi e não veio
Maria Bonita
Onde vamos morar


Sino de bronze
Lá na minha aldeia
Toca por mim
Que estou para abalar
E a fala da velha
Da velha matreira
Maria Bonita
Onde vamos penar


Vinham de longe
Todos o sabiam
Não se importavam
Quem os vinha ver
E a velha teimava
E a velha dizia
Maria Bonita
Onde vamos morrer


Que mais posso acrescentar a esta maravilha!

Beijinho meu amigo tenha uma boa semana é o que lhe desejo.

Janita disse...

Por vezes sinto-me desterrada no meu próprio País, Rodrigo.
Sem apoios nem compreensão. O Estado ignora-nos e o egoísmo começa a ser uma constante do dia-a-dia, cada um por si.
Tal como a velha, apetece-me perguntar, não à Maria Bonita mas a mim mesma: onde e como iremos morrer?

O que me vale é eu ser um bocado do tipo carne do pescoço!! Dura na queda.:)

Uma boa semana, Rodrigo.

Um beijo.

Pedro Coimbra disse...

Não se compara à voz do Zeca, Rodrigo.
À emoção que ele emprestava à canção.
Aquele abraço e votos de boa semana!!

heretico disse...

bonita voz - que conhece a expressividade das palavras.

abraço