sábado, 26 de janeiro de 2013

Poema de agradecimento à corja

Obrigado, excelências.
Obrigado por nos destruírem o sonho e a oportunidade
de vivermos felizes e em paz.
...
Obrigado
pelo exemplo que se esforçam em nos dar
de como é possível viver sem vergonha, sem respeito e sem
dignidade.
Obrigado por nos roubarem. Por não nos perguntarem nada.
Por não nos darem explicações.
Obrigado por se orgulharem de nos tirar
as coisas por que lutámos e às quais temos direito.
Obrigado por nos tirarem até o sono. E a tranquilidade. E a alegria.
Obrigado pelo cinzentismo, pela depressão, pelo desespero.
Obrigado pela vossa mediocridade.
E obrigado por aquilo que podem e não querem fazer.
Obrigado por tudo o que não sabem e fingem saber.
Obrigado por transformarem o nosso coração numa sala de espera.
Obrigado por fazerem de cada um dos nossos dias
um dia menos interessante que o anterior.
Obrigado por nos exigirem mais do que podemos dar.
Obrigado por nos darem em troca quase nada.
Obrigado por não disfarçarem a cobiça, a corrupção, a indignidade.
Pelo chocante imerecimento da vossa comodidade
e da vossa felicidade adquirida a qualquer preço.
E pelo vosso vergonhoso descaramento.
Obrigado por nos ensinarem tudo o que nunca deveremos querer,
o que nunca deveremos fazer, o que nunca deveremos aceitar.
Obrigado por serem o que são.
Obrigado por serem como são.
Para que não sejamos também assim.
E para que possamos reconhecer facilmente
quem temos de rejeitar.

Joaquim Pessoa


9 comentários:

quem és, que fazes aqui? disse...


Rodrigo, gosto muito! Mas a corja ri, como hienas, perante nós que definhamos.

Bom domingo e beijinho

Laura

Rosa dos Ventos disse...

Que assim seja!
Que dê para ver quem é a corja!

Abraço

Graça Sampaio disse...

Já tinha lido, mas é realmente muito bom! Só que a corja, esta corja que nos abafa e denigre esta-se completamente nas tintas para nós e para os nossos poemas críticos.

Um desconsolo!

Evanir disse...

Estou a 7 anos na blogosfera : A viagem é o casula
hoje completando 2 anos de vida.
Quantos momentos alegres e triste também
faz parte da nossa jornada.
Deus permita muitos anos de vida para mim e meu blog
um mundo fantástico.
Onde nossas amizades sem face completa de maneira
sobrenatural minha vida.
Obrigada pelo seu carinho por fazer parte da minha caminhada
muitas vezes cansada ou meu caminhar um pouco mais lento.
Hoje deixo na postagem mil carinhos para você
um mimo desse dia feliz.
E o sorteio de mais 2 livros meus não
importa qual Pais será ganhador receberá com certeza com muito amor.
Pode até pensar porque sorteio tantos livros meus não é mesmo?
Por ele ser bom e de alguma forma deixar um pouco de mim para vocês.
Meu eterno carinho.
Um feliz final de semana.
Beijos na alma e no coração.
Evanir.
Estou só esperando você com muito carinho.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Obrigado por me baterem e maltratarem nunca- jamais- never...
Rodrigo este é um grito de raiva e ódio que cada dia acorda o nosso interior.

É tempo de exigirmos uma constituição que obrigue os políticos a cumprirem conforme os programas eleitorais e a responder civil e criminalmente por todos os erros e devaneios que eles se dão ao prazer de vomitar a todas as horas...

Estamos a pagar muito caro pelas suas impunidades... se não querem ser lobos não lhe vistam a pele e se não tem palavra então que paguem com as riquezas pessoais os erros da sua gerência...

A politica não pode ser nunca mais um covil de ladrões nem de malfeitores...

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Bom dia.
Forte seu texto.
Bom se muitos gritos como esse
se juntassem bem aos ouvidos de quem precisa ouvir.
Coragem é o que percebo aqui.
Adoro!
Lindo domingo.
Bjins
Catiaho Reflexo d'Alma

Pedro Coimbra disse...

Um poema ou um desabafo do Joaquim Pessoa, Rodrigo?
Aquele abraço e votos de boa semana.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

quando li pela primeira vez, Rodrigo, a minha reacção foi perguntar-me se os portugueses merecem que alguém se preocupe em acordá-los para a realidade. Creio que a maioria não merece. Sente-se bem assim e reza a Nossa Senhora para que venham dias melhores
Abraço

amanhecernabruma disse...

Passei para deixar um beijinho ao sr. folha seca.