terça-feira, 15 de julho de 2014

E prontos (s)

Apesar do meu afastamento destas lides (como interveniente) vou lendo e aqui e ali ainda vou mandando uma boca. Na verdade isto de escrever na bloga já não é para todos, esta treta de saber andar de bicicleta nunca esquece, tem os seus quês. Lá manter o equilíbrio não é difícil, mas ao fim de 100 metros os bofes já estão à boca, digo eu que ainda no sábado passado experimentei, depois de um cozido na sede do grupo desportivo de Casal Galego e ao meio da rua voltei para trás em sentido proibido e tudo.

Acabei de ler (parcialmente) o regulamento para a chamadas eleições primárias do PS. Apeteceu-me desabafar e como quem me acompanha não está para me aturar (nesta conversa) decidi abrir o Word e desabafar para ver se sai alguma coisa publicável.

Ora bem! Segundo percebi qualquer cidadão (eleitor) que se declare simpatizante do PS e não esteja inscrito noutro partido (pode ter saído no dia anterior de outro) pode inscrever-se como eleitor nas primárias para eleger o candidato a candidato a primeiro-ministro pelo PS.
A ideia até me parece boa. Como no nosso sistema eleitoral não se elege primeiros-ministros é um bom trunfo alguém se apresentar ao eleitorado como putativo primeiro-ministro já eleito (pelo menos parcialmente).
Na verdade não posso ficar sossegado com este virar de baterias para aquilo que me parece secundário. Ou seja, o que passa a ser importante é eleger o tal “putativo” o resto são conversas. E os truques? Sim os truques. Não é por nada, mas ainda me lembro de como membro activo duma outra força partidária ajudar a “fundar” os Verdes e o extinto PRD.

Coisas que me vêm à memória.

5 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

É pá, Rodrigo, eu não ligo!
Não sei se já reparou mas já há milhares a assinar... sem saberem do que vão falar
(ter - e defender - ideias passa a plano secundário)

Janita disse...

Olá, Rodrigo!
Eu estou com o Rogério: Também não ligo!

Eles que são rosas que se des)entendam! Eu assinava era para haver uma rebelião que não deixasse ninguém voltar para trás em contramão!:)

Isto já é brincar com a sua passeata de bike, após um lauto almoço.
Escrever na bloga não cansa tanto, Rodrigo.
Aparece mais vezes e faça cá exercício.

Um abraço.

Janita

Pedro Coimbra disse...

E, com esta e outras palhaçadas, Passos Coelho, Portas, Cavaco, vão rindo e folgando as costas.
Que raio de PS é este, Rodrigo??!!
Aquele abraço!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Saudades de te ler. Mudaste para o facebook e aí não me apetece comentar nada nem ninguém. Passo algumas vezes para dizer que estou vivo.
Não tenho partido pois no final eles são todos farinha do mesmo saco.
Todos querem tacho para eles e os amigos e depois dos crimes ainda são premiados.
...e o povo sofre...enganado e desiludido...Prometem, prometem mas no fim sobram impostos mais impostos e vão reduzindo o Estado social da Nação...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Acabado de regressar a casa, depois de umas curtas férias, este post é muita areia para a minha camioneta :-)
Abraço