quinta-feira, 20 de junho de 2013

Canção com lágrimas (a um amigo)

Escrever qualquer coisa sobre um amigo que acaba de partir torna-se extremamente difícil a menos de 2 horas da notícia ter chegado. Muito há para escrever sobre alguém que teve uma vida cheia. Alguém certamente mais habilitado o fará. Deixo-te querido amigo Osvaldo Castro o Poema e Voz de 2 dos teus grandes amigos. Até sempre.

7 comentários:

Gisa disse...

Despedir-se sempre é uma tarefa dolorosa. Ele também sabe disso.
Um beijo nos dois.

Rosa dos Ventos disse...

Um dos bons do PS!

Abraço

Pedro Coimbra disse...

Uma bela homenagem ao seu Amigo, Rodrigo.
Aquele abraço e afine lá as válvulas e a cabeça do motor.
Sem receios.

Anónimo disse...

Rodrigo,

Acabo de tomar conhecimento do triste falecimento do OSVALDO.

Fiquei em choque porque nem sequer sabia que estava doente.

Guardo dele muitas memórias, memórias de luta, de humor, de confraternização e de gratidão.

Vejo, com muita tristeza, o desaparecimento dos meus grandes formadores da luta política - o Carlos Pinhão, o Lancinha e agora o Osvaldo.

Eram homens firmes mas sem rancores.

POLÍTICOS e nunca pulhíticos.

Peço-te, encarecidamente, que transmitas à mulher, aos filhos, à Família, os meus mais sentidos pêsames e solidariedade humana.

E para ti um abraço fraterno e um muito obrigado.

Fernando Oliveira
Tomar
ferol@netcabo.pt

Ana Paula Fitas disse...

Fiz link, Rodrigo... um grande, grande abraço!

heretico disse...

apanhou-me de surpresa a infeliz notícia.

deixo-te um abraço. comovido

Graça Sampaio disse...

Lamento a perda. Apesar de ser um do PS nunca o conheci pessoalmente; o meu marido sim, e compareceu ao seu último adeus.

Custa ver partir os amigos, não é?

(Espero que o cataterismo tenha corrido bem.)

Beijinhos e coragem!